Carta estratigráfica sub-bacia de Sergipe

 

Em geral, cada bacia sedimentar apresenta uma grande diversidade de sedimentos de composição e idades distintas que, ao longo de milhões de anos, depositaram-se uns sobre os outros, ou mesmo interdigitaram-se, gerando uma sucessão sedimentar. O conhecimento sobre a sucessão sedimentar de uma bacia é tanto mais próximo da realidade quanto mais numerosos forem os estudos efetuados sobre esta bacia.

Uma maneira simplificada utilizada pelo Geólogo, e de forma mais específica pelo Estratígrafo, para representar graficamente a forma como as rochas sedimentares se sucedem no tempo é a Carta Estratigráfica. Para facilitar o estudo das rochas sedimentares, cada conjunto de rochas com características genéticas e ambientais distintas recebe uma denominação, compondo o que se conhece como Unidade Litoestratigráfica. Numa carta estratigráfica, quanto mais altos estiverem estas unidades, mais novas elas serão. A idade assumida para as rochas das diversas unidades litoestratigráficas está representada à esquerda da carta, compondo a Geocronologia. À direita encontram-se informações relativas ao Estágio Tectônico e ao Ambiente Deposicional inferido para o conjunto.

Clique sobre as Unidades Estratigráficas (campos coloridos) para ver o conteúdo fóssil de cada uma delas.

Anterior Acima

Anterior ] Acima ]